Os carros autônomos da 99

Os carros autônomos da 99

Visitamos o laboratório da chinesa Didi em Mountain View na Califórnia

No Estado de Minas:

São Francisco – As empresas que hoje miram o futuro das soluções para mobilidade urbana entenderam onde está o sinal verde para a próxima revolução tecnológica de fazer arrepiar os cabelos: nas ruas de Mountain View, na Califórnia, circulam ideias e protótipos dos carros que seguem por conta própria, sem motoristas. Os chineses da Didi – a gigante que comprou a startup brasileira 99 – não perderam isso de vista e por isso, desde maio, têm no carro autônomo o principal produto em desenvolvimento no novo laboratório instalado na mesma cidade onde o Google fincou os pés.

“Em cinco anos, a tecnologia deve estar pronta para o mercado”, prevê Zhaoyin Jia, o coordenador do time que cuida do carro autônomo. O Estado de Minas esteve entre os meios de comunicação convidados para a primeira visita internacional de jornalistas ao lab. A princípio, parece uma startup como outra qualquer: prédio austero, de linhas retas, decoração quase infantil, com mapa estilizado da cidade, aquela alegria típica do discurso corporativo da construção de um mundo melhor, estampada em almofadas em forma de carros cartunizados. “Tudo à la Vale do Silício”, frisa uma sorridente chinesa da equipe de comunicação, empolgada com os novos móveis e o grande espaço para refeições com lanches disponíveis o tempo todo. O tour de jornalistas passa pela turma “que faz os testes nos carros”: uma garota de cabelos coloridos e um rapaz gordinho acenam cheios de simpatia.

E então o passeio nos laboratórios da Didi chega à parte cercada de tensão. Em uma cidade em que mais de 20 empresas fazem testes com carros sem motoristas, os avanços de cada uma são guardados a sete chaves. Some-se a isso a forma chinesa de lidar com informação e você terá uma visita de imprensa em que fotos não são permitidas – proibição expressa em letras e ícone garrafais logo na entrada da garagem.

Leia mais