Maio Amarelo: carros por aplicativo são apontados como meios de transporte mais seguros, revela pesquisa

Maio Amarelo: carros por aplicativo são apontados como meios de transporte mais seguros, revela pesquisa

Num mês marcado pelo Maio Amarelo e pela conscientização para redução de acidentes de trânsito, a 99, empresa de tecnologia ligada à mobilidade urbana, investe em ações para incentivar boas práticas e atitudes respeitosas para colaborar com um tráfego mais seguro. Por isso, a companhia conduziu uma pesquisa que revela que passageiros se sentem mais seguros em carros por aplicativo do que em outros meios de transporte. E, como as mulheres são campeãs em segurança no trânsito, o app tem investido em iniciativas para aumentar sua base de motoristas parceiras.

Dentre as iniciativas está a campanha “Mais Mulheres na Direção”, que engloba uma série de projetos e funcionalidades para trazer novas motoristas femininas e tem sido incrementada constantemente. Uma das ações é o Guia da Comunidade 99, que promove tanto mensagens de responsabilidade no trânsito quanto de respeito às mulheres na plataforma. De acordo com a companhia, é o maior destaque da empresa em relação às motoristas neste Maio Amarelo.

Além disso, a 99 conta com a categoria 99Mulher, que permite que motoristas parceiras optem por transportar apenas passageiras. A função pode ser ativada ou desativada por um botão no app, e as usuárias que serão transportadas recebem uma notificação avisando que uma condutora exclusiva para mulheres fará a corrida. 

Mulheres ao volante: mais segurança para todos

Para investigar hábitos, índices de ocorrências, além de escutar opiniões e sugestões sobre como melhorar a situação nas ruas e estradas para colocar em pauta o debate sobre segurança no trânsito,  a 99 realizou dois levantamentos. 

A primeira pesquisa, feita com 1.683 pessoas de todo o país, entre clientes da 99 e de outras plataformas, revelou que 46% da população se sente mais segura no trânsito em veículos de aplicativo. Quando perguntados qual seria a melhor maneira de prevenir infrações de trânsito, o tema de respeito promovido pelo Guia da Comunidade é quase consenso: “mais educação e responsabilidade” foi a resposta de 82% dos entrevistados, contra 9% e 8% que pedem por punições mais duras e mais fiscalização, respectivamente. 

A contribuição das mulheres para esse resultado é significativa: elas são as campeãs quando se trata de segurança no trânsito: segundo estatísticas, enquanto elas representam quase metade (44%) de todas as CNHs expedidas no País. Em 2020, somente 23% das indenizações pagas pelo seguro do DPVAT foram para mulheres, contra 77% destinados aos homens, segundo o relatório da seguradora Líder, que administra os pedidos do seguro. 

No segundo levantamento realizado pela 99, a empresa identificou que enquanto a média nacional de motoristas do sexo feminino é de 5%, em Curitiba elas representam 10% dos condutores ativos mensais e em Porto Alegre, 7%. Em terceiro lugar, com um total de 6% delas na direção, estão empatadas Manaus (AM), Goiânia (GO) e Belo Horizonte (MG). 

Para proporcionar mais segurança às motoristas parceiras, tanto antes, durante e depois das corridas, a 99 conta com funcionalidades como: verificação dos passageiros por meio de CPF ou cartão de crédito e alertas de áreas de risco. Durante o trajeto, compartilhamento de rotas com contatos de confiança e um botão para ligar direto para a polícia estão disponíveis. Depois das viagens, uma central telefônica 24h para emergências, com atendimento humanizado, oferece apoio imediato em caso de necessidade.

SOBRE A 99

A 99 é uma empresa de tecnologia que oferece conveniência e soluções para as necessidades dos brasileiros. O aplicativo faz parte da companhia global Didi Chuxing (“DiDi”) e no Brasil conecta mais de 20 milhões de pessoas a serviços de mobilidade, pagamentos e entregas.