Dia das Mães é alternativa de ganho para comércio de flores e motoristas de aplicativo de entrega

Dia das Mães é alternativa de ganho para comércio de flores e motoristas de aplicativo de entrega

O comércio pretende ganhar um “respiro” no Dia das Mães com crescimento no volume de vendas desse ano, em relação a 2020.  Um dos motivos é a adaptação dos empresários e do consumidor ao mercado online, que obteve ampla expansão devido à pandemia de Covid-19.  Segundo o SEBRAE, 70% dos micro e pequenos negócios passaram a utilizar a internet para potencializar as vendas.

O e-commerce gera expectativa de lucros, também, para motoristas e entregadores de aplicativos. Um dos exemplos vem da 99, empresa de tecnologia ligada à mobilidade urbana, que conta com o 99Entrega, categoria de entregas da companhia, cujo intuito é ampliar os ganhos dos motoristas parceiros e tornar mais fácil e seguro o envio de itens pelos usuários.

A categoria tem aumentado sua participação dentre as corridas diárias da empresa, em especial durante datas comemorativas. Para se ter uma ideia, no Dia das Mães, a previsão é de que as corridas da modalidade sejam impulsionadas pelo transporte de flores e arranjos, um dos principais ícones de presentes da data.

A Giulliana Flores, maior floricultura online do país, é cliente da categoria e a utiliza para envio de suas encomendas há cinco meses. Em março de 2021, eles apresentaram um crescimento de 110% nas vendas comparado ao ano passado e realizaram mais de 69 mil envios. Para o Dia das Mães, a expectativa é de que a Giuliana Flores apresente um crescimento de 15% em faturamento e em vendas. A agilidade dos condutores, a possibilidade de atender vários clientes ao mesmo tempo e o custo-benefício foram motivos para que a floricultura optasse pelo serviço de entregas da 99.

A modalidade conta com o diferencial de fazer entregas por meio de carros, que comportam itens de tamanhos variados e peças delicadas. A maioria das empresas que usam o serviço como opção de logística está nos segmentos de confeitaria, roupas, costura, artesanatos e representantes de cosméticos. 

Os microempreendedores representam, hoje, cerca de 50% das corridas mensais do 99Entrega. Isso porque a modalidade permite fazer remessas para três pontos diferentes, o que facilita a logística das empresas e reduz custos. 

O 99Entrega foi lançado em junho de 2020, quando foi observada a necessidade de atender o  comércio online e  oferecer uma alternativa de ganho para os motoristas parceiros que sofreram queda de renda.  “Trabalhamos bem próximos aos nossos usuários para sempre entender como melhor atendê-los, principalmente, neste momento de crise, em que todos precisam se reinventar”,  explica a diretora de operações e produtos da 99 Lívia Pozzi.

A cidade de São Paulo é a que registra o maior número de usos do serviço, seguida por Rio de Janeiro (RJ) e Belo Horizonte (MG).

Como funciona o 99Entrega

O serviço de entrega funciona diariamente entre 6h e 23h e pode ser acessado por meio do aplicativo da 99. Para empresas, o cadastro na plataforma B2B permite gerenciar as entregas e acompanhar o fluxo de corridas e custo com transportes. 

Ao solicitar o 99Entrega, o usuário informa via app ou sistema, o nome do destinatário e demais orientações sobre a entrega. Quem requisita precisa colocar o pertence diretamente no porta-malas ou banco traseiro do motorista parceiro, sem a necessidade de estabelecer contato físico, o que garante ainda mais segurança sanitária para ambos.

É possível adicionar até três paradas ao longo do trajeto de cada corrida, caso tenha mais de um item a ser entregue em diferentes locais. Os itens devem ser coletados pelo motorista parceiro no ponto de partida. E a responsabilidade da retirada dos itens em cada uma das paradas inseridas no trajeto é dos respectivos destinatários. Os clientes podem acompanhar as corridas em tempo real e têm acesso a relatórios para o controle de pedidos, NFs e recibos.

Os itens enviados devem pesar até 10kg e caber no porta-malas de um veículo da categoria 99Pop. O objeto não pode ultrapassar o valor de R$ 500. Não é permitido o envio de itens como: dinheiro, cheque, títulos de crédito, jóias, gift cards, medicamentos controlados e outros itens cujo transporte seja proibido por lei.

Sobre a 99

A 99 é uma empresa de tecnologia que oferece conveniência e soluções para as necessidades dos brasileiros. O aplicativo faz parte da companhia global Didi Chuxing (“DiDi”) e, no Brasil, conecta mais de 20 milhões de pessoas a serviços de mobilidade, pagamentos e entregas.

Informações à imprensa

Máquina Cohn & Wolfe

E-mail: imprensa@99app.com  e 99app@maquinacohnwolfe.com