99 revisa políticas da plataforma em razão da Covid-19

99 revisa políticas da plataforma em razão da Covid-19

A partir da próxima segunda-feira, 23, motoristas parceiros da 99, empresa de tecnologia ligada à mobilidade urbana, passam a contar com uma novidade que impacta positivamente o seu dia-a-dia. Em razão da pandemia da Covid19 e após diálogos que mantém com grupos de motoristas em todo o país, a empresa revisou suas políticas de taxas de desempenho e de aceitação praticadas pelos seus mais de 750 mil parceiros, flexibilizando estas taxas para minimizar as suspensões aos motoristas, a menos que seja necessário, para zelar pela boa experiência de todos na plataforma.

 

Nós trabalhamos colocando o usuário no centro das decisões, seja ele passageiro ou motorista parceiro. Fazemos avaliações periódicas do mercado e identificamos que o percentual definido no aplicativo para manter o marketplace equilibrado, ou seja demanda e oferta em níveis que garantam uma boa execução do serviço, poderiam ser revisados adequando ao cenário que estamos vivendo. Dialogamos com motoristas por todo o Brasil, analisamos os contatos feitos por eles com nossa Central de Atendimento e decidimos fazer os ajustes imediatamente. Com isso, esperamos melhorar a experiência dos nossos motoristas mantendo o equilíbrio necessário”, explica o diretor LatAm de Customer Experience, Caio Poli. 

 

Com esta ação, a 99 avalia que segue oferecendo a liberdade de escolha pelos seus motoristas parceiros e também um serviço de qualidade aos passageiros, destaca Poli.

 

Com esta mudança, as chamadas Taxa de Aceitação e Taxa de Desempenho não gerarão mais suspensões permanentes da plataforma. As suspensões aplicadas aos motoristas continuarão a ser progressivas, até um limite máximo de sete dias de suspensão. Motoristas que tenham tido seus perfis suspensos permanentemente da plataforma em razão destes tópicos poderão solicitar a reativação dos perfis junto à 99, desde que não tenham infrações graves em seu histórico com a plataforma.

 

Segurança da plataforma – A 99 tem a segurança como prioridade da companhia. Por isso, as políticas relacionadas à segurança seguem as mesmas e alinhadas com a legislação federal que regulamenta a atividade de transporte por aplicativos. A verificação do histórico público dos motoristas e da documentação do veículo continuam válidas e sendo aprimoradas constantemente. 

 

De janeiro a setembro deste ano, a empresa investiu R$35 milhões em segurança e registrou uma queda de 20% nas ocorrências graves na plataforma, por milhão de corridas, durante o mesmo período. “Hoje, nossos esforços estão focados em sistemas preventivos, ferramentas que protegem as pessoas durante a corrida e atendimento imediato”, afirma o diretor de Segurança da 99, Thiago Hipólito.