Parceria entre ONG e empresa de mobilidade dá descontos em corridas de aplicativo para mães e crianças especiais em Fortaleza

Parceria entre ONG e empresa de mobilidade dá descontos em corridas de aplicativo para mães e crianças especiais em Fortaleza

Fortaleza, 26 de outubro de 2020 – A partir desta segunda-feira, 26, tem início uma ação entre a ONG IPREDE e a empresa de mobilidade urbana 99 para doações de corridas pelo aplicativo. As pessoas atendidas serão famílias frequentadoras da instituição, focada especialmente em promover a nutrição e o desenvolvimento na primeira infância. Os descontos de R$ 20 nas corridas valem para os trajetos de ida e volta entre as casas das famílias e o Iprede. A expectativa é que os descontos alcancem 2100 corridas da 99 até 23/12 deste ano.

 

Além disso, os motoristas parceiros da 99 que atenderem os chamados irão receber integralmente o valor das corridas, sem desconto de taxas da empresa. Isso colabora com a geração de renda deles no período da pandemia. 

 

“A 99 acompanha de perto as mudanças que o mundo enfrenta durante a pandemia do coronavírus e vem praticando uma série de ações para evitar a disseminação da doença, principalmente de quem se locomove nas cidades brasileiras por transporte público. Ao possibilitar as corridas para mães e crianças que visitam o Iprede, não só vamos transportá-los com carinho e segurança, mas também possibilitamos a economia do dinheiro que seria gasto na corrida ou no transporte público”, afirma Eduardo Roithmann, gerente de operações da 99. 

 

A ação é válida para os grupos abaixo atendidos pela ONG:

 

– Criança em vulnerabilidade: crianças na primeira infância com desnutrição que vão à instituição quinzenalmente para fazer atendimento/tratamento;

 

– Criança com Transtorno do Espectro Autista (TEA): atendimento/tratamento das crianças (até 12 anos) que tem diagnóstico de autismo. Frequentam a ONG duas vezes por semana.

 

– Programa “Vai Maria”: formação de mães das crianças atendidas pelo IPREDE na área da costura. Ocorrem com duas turmas que se deslocam duas vezes por semana para a ONG (cada uma;.

 

– Programa “Transformaria”: formação das mães das crianças atendidas pelo IPREDE na área da culinária. Ocorrem com duas turmas que frequentam a ONG uma vez por semana (cada uma).

 

“É extremamente gratificante contarmos com a parceria da 99 para o auxílio dessas famílias, que se encontram em situação de risco e pobreza. Com isso, podemos somar forças e ajudar a quem mais precisa, principalmente nesse momento delicado de pandemia. Essa parceria está promovendo a oportunidade de tratamento de milhares de crianças e promovendo a transformação social, por meio da profissionalização de mães cuidadoras”, ressalta João Victor Furtado, coordenador de projetos do Iprede.

 

Sobre a 99

A 99, empresa brasileira de tecnologia que conecta passageiros e motoristas através de seu aplicativo, faz parte da companhia global Didi Chuxing (“DiDi”). O aplicativo conecta mais de 700 mil motoristas a 18 milhões de passageiros em mais de 1.600 cidades no Brasil. Como uma das maiores provedoras de mobilidade do país, a startup oferece cinco tipos de serviços na sua plataforma: 99Pop, categoria de carros particulares presente em mais de 40 regiões metropolitanas e grandes cidades; 99Taxi, categoria que cobre todo o país; 99Top, serviço de táxis de luxo oferecido em São Paulo; 99Compartilha, serviço de corridas compartilhadas disponível em Belo Horizonte (MG) e Campinas (SP); e o 99Comfort,  que reúne comodidade de carros novos e espaçosos a um preço acessível em Porto Alegre (RS), Curitiba (PR) e São Paulo (SP).

 

Sobre o Iprede

 

O Instituto da Primeira Infância – Iprede é uma organização não governamental (OSC) dedicada a promover a nutrição e o desenvolvimento na primeira infância, articulando esses dois principais pressupostos, com programas, projetos e ações que visam o fortalecimento das competências familiares, principalmente das mulheres/mães de crianças atendidas, e da inclusão social dessas famílias, ainda identificadas em situação de extrema vulnerabilidade social e pobreza.